SOBRE O QUE DIZEM DAS PUTAS

//Em seu novo romance, o décimo de sua carreira, a escritora carioca Elvira Vigna dissolve limites entre esposa e puta// Quando terminou a primeira versão de Como se Estivéssemos em Palimpsesto de Putas, a escritora Elvira Vigna decidiu se desfazer de tudo o que havia escrito para aquele projeto. “Joguei o arquivo inteiro fora, recomecei do zero”, conta ela, julgando que sua narrativa estivesse impregnada … Continuar lendo SOBRE O QUE DIZEM DAS PUTAS

“LEVO VOCÊ ATÉ LÁ”, DE JOYCE CAROL OATES

//Escritora norte-americana põe o dedo nas feridas da América em seu trigésimo oitavo romance// A escritora norte-americana Joyce Carol Oates, 78 anos, era cotada para ganhar o Prêmio Nobel de Literatura 2016 até seu conterrâneo Bob Dylan levar o prêmio. A ironia é que em 1965 Oates escreveu a short-story Where Are You Going, Where Have You Been? em homenagem à canção “It’s all over now, … Continuar lendo “LEVO VOCÊ ATÉ LÁ”, DE JOYCE CAROL OATES

“FLORES DA RUÍNA”, DE PATRICK MODIANO

//Em Flores da Ruína, Patrick Modiano utiliza o aparato da memória para percorrer uma Paris melancólica e decadente// É preciso falar de Patrick Modiano. O escritor foi laureado com o Prêmio Nobel de Literatura 2014 pelo conjunto da obra – mais de vinte livros publicados na França. Pouco conhecido no Brasil, teve três livros editados pela Record em 2015. Remissão de pena, Flores da Ruína … Continuar lendo “FLORES DA RUÍNA”, DE PATRICK MODIANO

“PUREZA”, DE JONATHAN FRANZEN

//Em Pureza, seu quinto romance, Jonathan Franzen mergulha no universo das conspirações tecnológicas e se aproxima de seus antigos desafetos: a internet e as redes sociais// Pureza apresenta aos leitores uma nova versão do escritor norte-americano Jonathan Franzen: assumidamente averso a tudo o que diz respeito a sua presença no mundo virtual, desenha um romance que mergulha nas possibilidades que as redes sociais e as … Continuar lendo “PUREZA”, DE JONATHAN FRANZEN

MELANCIAS E LIVROS QUEIMADOS

//Chega ao Brasil Açúcar de Melancia, livro fundamental de um dos principais nomes da contracultura norte-americana do século passado// No vilarejo de euMORTE, o sol muda de cor a cada dia, os rios têm um centímetro de largura e quase tudo é feito de açúcar de melancia. Seus habitantes têm comportamento imprevisível e posturas assustadoras. O conto de fadas beatnik criado em 1964 por Richard … Continuar lendo MELANCIAS E LIVROS QUEIMADOS

EU LI: O OVO DO BARBA-AZUL, MARGARET ATWOOD

//Livro de contos de uma das maiores escritoras de língua inglesa da atualidade reflete sobre o feminino em suas diversas posições e sentidos// Barba-Azul era um aristocrata de aparência medonha e um bruxo violento. Seis mulheres suas haviam desaparecido misteriosamente. Como todas as outras, a última delas recebeu as chaves de todos os cômodos da mansão, com a ordem expressa de evitar apenas um deles. … Continuar lendo EU LI: O OVO DO BARBA-AZUL, MARGARET ATWOOD

EU LI: VOZES DE TCHERNÓBIL, SVETLANA ALEKSIÉVITCH

//Vencedora do último Prêmio Nobel de Literatura, a escritora e jornalista bielorussa Svetlana Aleksiévitch compila relatos dos sobreviventes do maior acidente nuclear da história//   Svetlana ganhou um Prêmio Nobel e ouso dizer que ainda foi pouco. Isso porque a grandeza de Vozes de Tchernóbil vai além de qualquer premiação ou reconhecimento. A escritora e jornalista bielorussa retrata os horrores do desastre nuclear ocorrido na … Continuar lendo EU LI: VOZES DE TCHERNÓBIL, SVETLANA ALEKSIÉVITCH

EU LI: AULAS DE LITERATURA, JULIO CORTÁZAR

//Em encontro com estudantes de Berkeley no início dos anos 1980, o escritor argentino conversa sobre literatura, cinema, política e as revoluções que explodiam na América Latina// Imagine ter a oportunidade de estar diante do argentino Julio Cortázar durante oito dias em encontros de duas horas. Imagine que um dos mais importantes autores da América Latina te convide para uma conversa informal sobre literatura, política … Continuar lendo EU LI: AULAS DE LITERATURA, JULIO CORTÁZAR

EU LI: LINHA M, PATTI SMITH

//Seguindo o tom autobiográfico de “Só Garotos”, Patti Smith convida o leitor a conhecer suas memórias e viagens do passado// “Linha M” é um caleidoscópio melancólico do passado. É uma contemplação do presente, uma construção do futuro. No livro Patti Smith nos leva até seus sonhos, seus autores favoritos, suas melhores e mais dolorosas lembranças de vida. Nos leva consigo a seus cafés favoritos, nos … Continuar lendo EU LI: LINHA M, PATTI SMITH

EU LI: STONER, JOHN WILLIAMS

//Elogiado por autores como Ian McEwan e Enrique Vila-Matas, o livro narra cinquenta anos da vida de William Stoner, professor universitário de vida comum, mas com muito a dizer//   Ler Stoner foi algo como encontrar uma enorme quantia em dinheiro dentro de um baú velho abandonado no quintal de casa. Não conhecia nada sobre o livro além de que um dos meus escritores favoritos, o … Continuar lendo EU LI: STONER, JOHN WILLIAMS