FEITA MÚSICA

Olho para essa sua foto feia que sem razão nenhuma ainda carrego na carteira. Você todo descabelado, descuidado e decadente. Lindo. Nesse momento lembro que você existiu e ainda existe. Como esse pedaço de papel sujo, borrado de café e amassado que guardo como amuleto, escondido em um lugar que sei exatamente onde. Como uma prece, como um ritual antigo e pesado eu o busco. … Continuar lendo FEITA MÚSICA

MAIO

La Noche / 1 No consigo dormir. Tengo una mujer atravesada entre los párpados. Si pudiera, le diría que se vaya; pero tengo una mujer atravesada en la garganta. Eduardo Galeano A toalha esta mais úmida no banheiro, o quadro do quarto anda torto. A porta do armário nao abre mais. O espelho está manchado. A corda mi do violão quebrou. O botão da camisa … Continuar lendo MAIO

O TRIVIAL TEM SABOR ESTRANHO

O dia havia sido áspero como lixa para calos (bolhas causadas pelo atrito entre dois corpos). O calor que fazia naquela sala produzia um ar denso e árido, terreno fértil para os desagravos. Acaso, um era de gêmeos, a outra, escorpião, e mesmo não entendendo nada de signos, desconfio que essa combinação seja tão compatível quanto meu prato em um self-service atrativo. Mas não! Não era … Continuar lendo O TRIVIAL TEM SABOR ESTRANHO